Saúde

Você sabe o que é polimento?

Você sabe o que é o polimento? Ou melhor, você já fez um período de polimento nas suas periodizações de treino? Espero que a resposta seja um sim, pois se a resposta foi um não saiba que você deixou de executar uma parte fundamental da sua periodização e pior, talvez não tenha obtido o seu melhor resultado no seu objetivo final.

Durante uma periodização de treino a maior parte do tempo é composta por altos volumes e intensidades de treino, para estimular as adaptações e melhorar o desempenho. Entretanto nesta fase a recuperação é limitada, gerando um acumulo de fadiga, o que limita as adaptações fisiológicas, pois o atleta devido a esta fadiga tem um menor rendimento nos treinos e consequentemente um menor desempenho no seu objetivo final [1].

O polimento (conhecido também como fase de taper) é a diminuição gradual da intensidade e do volume de treino. Ele é realizado principalmente semanas antes do objetivo, visando chegar menos fadigado na data alvo, mas também pode ser realizado no meio da periodização. O objetivo é diminuir a fadiga durante a periodização de treinamento e assim reter ou melhorar ainda mais a performance [2,3].

Esta estratégia já é utilizada em diversos esportes (corrida de rua, esportes coletivos, powerlifting, etc.) e com ótimos resultados.

Um estudo com jogadores profissionais de futebol mostrou que o polimento (neste caso diminuição do volume de treino e manutenção da intensidade) melhorou as respostas de corrida (aumento de distância percorrida, número de Sprints durante o jogo, duração das corridas de alta intensidade) [4].

Esta periodização teve uma duração de 24 semanas, divididas em 6 módulos (4 semanas cada parte). No final de cada módulo (em média uma semana) era realizado o polimento [4].

Atletas de Powerlifting também tem benefícios com o polimento. Diversos atletas da modalidade que fazem polimento antes das competições foram entrevistados e descreveram que uma semana de polimento é suficiente para diminuir a fadiga e manter a performance [5].

O polimento prescrito pelo treinador, assim como no estudo mostrado anteriormente de futebol, tinha uma diminuição de volume (em média de 50%) e a manutenção ou pequena diminuição da intensidade e exercícios específicos para o objetivo [5].

Em corredores de rua a média encontrada na literatura e aplicada pelos treinadores é de duas semanas.

Pesquisadores da Etiópia (um dos grandes centros da corrida de rua do mundo) mostraram que se você manter a intensidade do treino e diminuir o volume de treino (não importando se o volume de treino ficar baixo ou moderado) a resistência em corridas de longa distância se mantem e alguns biomarcadores que podem indicar fadiga muscular (hemoglobina e hematócrito) apresentam resultados melhores em comparação a uma periodização sem polimento [6].

Como podemos perceber, o polimento é fundamental para alcançar o objetivo final de qualquer periodização. Se você faz polimento, está no caminho certo. Agora se não, considere a ideia. Aqui vale aquela máxima “menos é mais”.

Se gostou do tema e caso queira se aprofundar no assunto neste link tem uma palestra sobre o assunto. Também podemos discutir o tema aqui nos comentários.

[1] Halson, S. L., & Jeukendrup, A. E. (2004). Does overtraining exist? Sports Medicine, 34, 967–981.

[2] Luden, N., Hayes, E., Galpin, A., Minchev, K., Jemiolo, B., Raue, U., Trappe, S. (2010). Myocellular basis for tapering in competitive distance runners. Journal of Applied Physiology, 108, 1501–1509.

[3] Jones, A. M. (2006). The physiology of the world record holder for the women’s marathon. International Journal of Sports Science & Coaching, 1(2), 101–116.

[4] Fessi, M.S., Zarrouk, M., Di Salvo, V., Filetti, C., Barker, A.R., Moalla, W. (2016). Effects of tapering on physical match activities in professional soccer players, Journal of Sports Sciences, 34(24), 2189-2194.

[5] Pritchard, H.J., Tod, D.A., Barnes, M.J., Keogw, J.W., McGuigan, M.R. (2016). Tapering practices of New Zealand’s Elite Raw Powerlifters. J. Strength Cond Res. 30(7), 1796-1804.

[6] Jafer, A.A., Mondal, S., Abdulkedir, M., Mativananan, M. (2019). Effects of two tapering strategies on endurance-related physiological markers in athletes from selected training centres of Ethiopia. BMJ Open Sport Exerc. Med. 5(1)

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ir para Cima