Alimentação / Suplementação

PRA ONDE VAI A GORDURA QUE EU COMO?

Você quer saber como as gorduras trafegam no seu corpo?? Quer saber quando e como elas são armazenadas e queimadas??

 

Bullet points

– As gorduras transitam entre o tecido adiposo, o fígado e o músculo.

– Esse trânsito é regulado pelos hormônios anabólicos e catabólicos.

– O Carboidrato não é o vilão, mas o excesso crônico leva a obesidade.

 

A gordura é o principal combustível do organismo, especialmente quando a intensidade do exercício é moderada, ou quando o indivíduo é muito bem treinado (aí ele consegue queimar gordura mesmo em intensidades mais altas).

Mas o tráfego da gordura entre o depósito principal do corpo (o tecido adiposo) e o principal lugar (o músculo) onde ela é “queimada” (ou seja, vira energia) é regulado por hormônios como a insulina e a adrenalina.

O grande lance é que esses hormônios estabelecem duas diferentes situações do organismo: (1) o armazenamento ou anabolismo (depois das refeições ou mesmo depois de uma “beliscada”) controlado principalmente pela insulina e (2) a utilização, quebra ou catabolismo (sempre que seu organismo precisa de energia como por exemplo, para atividade física) controlado pelos hormônios contra regulatórios, a adrenalina, cortisol e sua turma.

Uma figura que ilustra de maneira simples, mas completa, o processo de anabolismo é a figura abaixo1.

 

Pra começar, os ácidos graxos da dieta são carregados para o tecido adiposo e para o músculo pelos quilomícrons1.

Chegando nesses tecidos, os quilomícrons são quebrados pela LPL (lipase de lipoproteínas) e eles são esterificados para TG (triglicérides, a molécula estável de gordura no organismo formada por 3 ácidos graxos e 1 glicerol), no músculo, esses triglicérides são chamados de TGIM (IMTAG em inglês)1.

O que sobra é conhecido como quilomícrons Remanescentes, transportados para o fígado para serem incorporados nas lipoproteínas (principalmente na VLDL) e serem transportados novamente para os mesmos tecidos, o músculo e o tecido adiposo para armazenamento1.

Outro processo que pode acrescentar lipídios no tecido adiposo e no fígado é a Lipogênese “de novo” um processo de conversão química dos carboidratos em excesso no organismo para lipídios1.

ATENÇÃO, não dá pra afirmar que uma dieta rica em carboidrato engorda, porque transformar carboidrato em gordura “custa caro” pro organismo. Mas, quando se consome grandes quantidades (excesso – dieta hipercalórica) de carboidrato cronicamente, a conversão do carboidrato em gordura passa a ser um processo mais fácil. Assim como treinamos o organismo para gastar, conseguimos treinar o organismo para ganhar/ armazenar. O ponto chave é: a dieta tem que ser isocalórica (o gasto deve ser equivalente a ingestão), não interessa se a dieta é high ou low carb2.

Até aí tudo bem…  mas você deve querer saber como é o tráfego dos lipídios quando o organismo precisa de energia, ou seja, como é esse tráfego para a queima de gordura, então acompanhe nossos próximos posts!

Bons estudos e bons treinos!

Referências

1 – Frayn, Keith N., Arner, Peter, Yki-Järvinen, Hannele. “Fatty acid metabolism in adipose tissue, muscle and liver in health and disease.” Essays In Biochemistry Nov 27, 2006,4289-103; DOI: 10.1042/bse0420089

2- Hall, Kevin D., and Juen Guo. “Obesity energetics: body weight regulation and the effects of diet composition.” Gastroenterology 152.7 (2017): 1718-1727.

 

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ir para Cima