Estudos Experimentais

Suco de Beterraba e o Nitrato

Entre as várias pesquisas que estamos realizando no GEPAME, a do Nitrato do suco de Beterraba e seus efeitos na pressão arterial de idosos ativos é uma pesquisa interessante, pois traz um suplemento alimentar esportivo sendo usado por uma população que normalmente não usa esse tipo de produto. Quer saber mais…. leia o texto abaixo…

Exercício físico e suco de beterraba: uma promissora associação no combate a hipertensão.

Diana Madureira

Membro pesquisadora do GEPAME

Ciências do Envelhecimento

Universidade São Judas Tadeu

Nas últimas décadas muitas melhorias na área de saúde pública (como construções de hospitais, distribuição de medicamentos, entre outros) têm sido conquistadas ao redor do mundo. Este progresso fez com que a expectativa de vida aumentasse e, com isso, o número de idosos em todo o mundo cresceu consideravelmente. Infelizmente, ainda que as pessoas tenham passado a viver mais isto não significa que estão vivendo com qualidade. Neste período, os hábitos prejudiciais a saúde mantidos durante toda a vida, como consumo de álcool, o tabagismo, o sedentarismo e a alimentação desregrada, começam a cobrar seu preço. Devido a estes hábitos grande parte da população idosa sofre de doenças crônico-degenerativas, como a hipertensão, a diabete e doenças cardiovasculares, que podem levar a diversas limitações físicas e, consequentemente à perda da autonomia, independência e qualidade de vida. A hipertensão, por exemplo, é uma doença extremamente prevalente em pessoas idosas. Ela acomete praticamente metade das pessoas acima de 60 anos e conforme os anos passam o número de casos aumenta cada vez mais. Além disso, devido a todos os maus hábitos mencionados acima esta doença tem deixado de ser exclusiva desta população e tem passado a acometer adultos e jovens. Devido a alta prevalência desta doença, diversas estratégias voltadas ao seu tratamento e prevenção têm sido elaboradas e dentre elas as que ganham maior destaque são a prática de exercícios físicos e as estratégias nutricionais. Os benefícios dos exercícios físicos já são bem conhecidos e giram em torno da redução da pressão arterial após uma sessão de exercícios, entretanto, por causa da grande variedade de alimentos que existem, há sempre novas descobertas a serem feitas no ramo da nutrição. Um alimento que vem ganhando grande atenção da mídia é a beterraba. Esta verdura contém uma substância chamada nitrato que desempenha diversas funções no organismo e, dentre elas, a principal é a de dilatar os vasos sanguíneos. Uma pessoa hipertensa tem vasos sanguíneos mais contraídos, o que diminui seu calibre, dificultando a passagem de sangue e causando um aumento na pressão arterial. Com o consumo de beterraba (geralmente na forma de suco, pois facilita seu consumo em maiores quantidades) estes vasos, que com a hipertensão ficam contraídos, dilatam-se, ou seja, expandem-se. Isto facilita a passagem de sangue pelos vasos e faz com que a pressão arterial diminua consideravelmente. Pensando nisso, resolvemos associar o consumo de nitrato com o exercício físico (de alta e moderada intensidade), em adultos de meia idade saudáveis (40 a 59 anos), para verificar se o consumo desta substância pode:

  1. Potencializar a redução da pressão arterial já promovida pelo exercício e prolongar sua duração;
  2. Impedir que a freqüência cardíaca e a pressão arterial aumentem exageradamente no exercício de maior intensidade;
  3. Retardar a fadiga muscular, permitindo com que os nutrientes cheguem com maior facilidade à célula;

Se estas hipóteses forem confirmadas, teremos disponível mais uma estratégia para prevenir a hipertensão e, futuramente, de ajudar a trata – lá. Quer mais notícias sobre os resultados?  Acompanhe essa coluna…

Ir para Cima